Rincon Sapiência é o primeiro artista do line up 2017 do No Ar Coquetel Molotov.

 

SKOL apresenta a 14ª edição do festival que, depois de dois lotes promocionais esgotados, anuncia o rapper paulistano, abre o primeiro lote oficial e disponibiliza playlists no Spotify feitas em parceria com a Bananas Music Branding.

Quem conhece o No Ar Coquetel Molotov sabe da importância que o evento tem para a cena cultural do Recife (PE). Há 14 anos, o festival, que tem patrocínio da Skol, Baterias Moura e da Natura, além do apoio do Instituto Conceição Moura e Sebrae, promove momentos inesquecíveis na história da capital pernambucana. E hoje a direção, liderada por Ana Garcia e Jarmeson Lima, anuncia o primeiro artista do line up da edição de 2017, o rapper paulistano Rincon Sapiência. Além disso, disponibiliza o primeiro lote oficial depois de ter esgotados os dois lotes promocionais e também divulga playlists exclusivas no Spotify.

Com data marcada para 21 de Outubro no Recife (PE) e pela primeira vez no Caxanga Golf Country Club, a expectativa para essa 14ª edição é grande: “Estamos ansiosos para realizar mais uma edição do festival, que já mostrou que cresceu mesmo com uma programação focada em novos artistas. Rincon Sapiência, por exemplo, tem sido um dos nomes mais pedidos para o evento neste ano, comprovando como o nosso público também anseia por novidades”, conta Ana Garcia. Serão mais de 10h de programação com atrações locais, nacionais e internacionais, e também DJs, performances, Feira Cultural e uma praça de alimentação com vários Food Trucks. Além do Recife (PE), o festival acontecerá também em Belo Jardim (PE) dia 28 de outubro, no Parque do Bambu, pelo terceiro ano consecutivo. Em breve serão divulgadas as informações sobre o evento na cidade.

Rincon Sapiência é um velho conhecido da cena hip hop paulistana, porém lançou o primeiro disco somente em maio deste ano com o título de Galanga Livre. A notória negritude que distingue o trabalho de estreia do Mc paulistano se faz sentir nos ritmos, que vão desde a capoeira até o blues, passando pelo coco e pela tropicália, até o afrobeat, permeadas pela sua veia rock and roll característica. Atestando o seu talento como produtor, as músicas foram todas produzidas pelo próprio rapper, com exceção de “Amores às Escuras” (Gambia Beats). E além das faixas do novo álbum, o rapper também irá cantar músicas do início da carreira, como Elegância, lançada em 2009 e Linhas de Soco, de 2014. Conhecido por letras politizadas e por influências de músicas africana, eletrônica e jamaicana, Rincon fala sobre a emoção de subir ao palco do Coquetel pela primeira vez: “Gosto muito de me apresentar em festivais devido à diversidade das bandas e do público, e pra mim será excelente estar em Recife pela primeira vez participando de um evento de grande expressividade como o Coquetel Molotov. Estou ansioso e de prontidão para dar o meu melhor”, diz Rincon.

Os próximos artistas serão divulgados em breve e, por enquanto, o festival disponibiliza para o público playlists no Spotify desenvolvidas em parceria com a Bananas Music Branding, agência gaúcha especializada em curadoria e estratégia musical para marcas: “É um trabalho feito a quatro mãos, entre a equipe do Bananas Music e do Coquetel Molotov com o objetivo de criar um espaço onde o público conheça bandas novas de

verdade. Ficamos trocando figurinhas sonoras com a Aninha e Jarmeson para chegarmos em playlists que passem o mood do festival. Depois de tudo criado, organizamos e mantemos as playlists sempre atualizadas, para que o público encontre novidades no canal”, conta Juliana Baldi, diretora criativa da agência.

Na playlist ‘Som na Rural’ poderão ser descobertos músicos pernambucanos que estão despontando na cena local, na ‘Novos Sons do Brasil’ estão novos nomes nacionais e novidades de artistas que fazem parte da lista de preferidos dos idealizadores do evento, já na ‘No Ar’ foram selecionadas músicas nacionais e internacionais que a equipe do Coquetel tem ouvido ultimamente. Para relembrar os principais artistas que passaram pelo palco do festival nesses anos, foi criada a ’14 anos de Coquetel Molotov’. E hoje, junto com o anúncio do primeiro artista da edição de 2017, entra no ar a playlist do Line Up que vai trazer músicas das atrações que serão anunciadas ao longo dos próximos dias.

Sustentabilidade

A direção continua apostando na interação da música com a área verde e neste ano, o festival terá o Selo Evento Neutro de Responsabilidade Compartilhada. As emissões de carbono de toda a programação do festival serão quantificadas e compensadas com uma calculadora de emissões on line para o público poder acompanhar.

Convocatória – Belo Jardim (PE)

Até 26 de julho estão abertas inscrições para bandas que desejem participar do festival No Ar Coquetel Molotov – Etapa Belo Jardim.

No ano passado, mais de 80 grupos atenderam ao chamado da convocatória aberta para artistas do Agreste pernambucano. Para este ano, a convocatória se amplia para grupos e artistas que também atuem e residam no sertão do estado. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas online pelo site www.coquetelmolotov.com.br.

O festival oferece às bandas a oportunidade de tocar ao vivo no palco do Parque do Bambu, abrindo a noite de shows onde também vão se apresentar grupos musicais convidados de outras cidades. A produção oferece rider e backline de som para os grupos e ajuda de custos para cachê e transporte para cada um dos selecionados.

A oportunidade é aberta para artistas e grupos autorais, que devem fazer seu cadastro e informar link que contenha obrigatoriamente 3 (três) músicas próprias. A comissão de curadoria será composta por profissionais de notória competência e experiência na área musical que atuam em Pernambuco há vários anos. Em 2016, na primeira convocatória realizada pelo festival, foram selecionados o rapper PRK, a cantora Rogéria Dera e as bandas Nunes e Os Aquamans.

SERVIÇO

Skol apresenta No Ar Coquetel Molotov 2017

Local | Caxanga Golf Country Club – Av. Caxangá, 5362 – Iputinga Data | 21.10 Horário | a partir das 13h

Ingressos LIMITADOS | 1º Lote: R$40,00 (meia) R$60,00 (social – levar alimento perecível) e R$80 (inteira) Link para compra online | www.sympla.com.br/noar2017 Pontos de venda | Barchef (Casa Forte e Shopping RioMar) Formas de pagamento no local | Dinheiro

Permitido para maiores de 18 anos www.coquetelmolotov.com.br | www.facebook.com/noarcm

ASSESSORIA DE IMPRENSA

Café8 Thais Pimenta – thais@cafe8.com.br / 11 958306591

SOBRE RINCON

Nascido e criado na Cohab 1, zona leste de São Paulo, Danilo Albert Ambrosio (31) iniciou sua carreira em 2000, cantando em grupos do bairro. As experiências vividas nas ruas da periferia paulistana desde a metade dos anos 80 são traduzidas por Rincon Sapiência em versos inteligentes e sagazes, que abordam questões raciais e sociais no contexto da metrópole. Em 2004, o rapper ganhou destaque como Mc fazendo rimas de improviso, e, desde então, passou a se dedicar profissionalmente ao Rap. A projeção nacional veio a partir de 2005, quando Rincon Sapiência venceu o campeonato de improviso realizado durante o Fórum Social Mundial, em Porto Alegre. No mesmo ano, o rapper se aliou ao selo Plano Áudio, idealizado pelo rapper Kamau, com quem lançou sua primeira faixa “Aventureiro” no disco “Escuta aí”, do grupo Simples.

Em 2008, Rincon participou no aclamado disco solo de Kamau, “Non Ducor Duco”, nas faixas “Por que eu Rimo” e “Tambor”, as quais também contribuíram para que o disco fosse considerado pela Revista Rolling Stone brasileira como um dos 25 melhores discos nacionais daquele ano. No ano seguinte, Rincon se firmou como protagonista na cena Hip Hop com a música “Elegância”, que caiu no gosto dos Dj’s e se tornou uma das faixas do rap brasileiro mais tocada em bailes no país. A música ganhou um videoclipe, que entrou na

programação da MTV Brasil e foi indicado ao VMB 2010 na categoria Melhor Videoclipe de Rap. No mesmo ano, Rincon Sapiência participou do álbum “Projeto Paralelo”, da banda NX Zero – do qual também participaram outros Mc’s de peso do rap nacional como Emicida, Kamau e Rappin’ Hood – na faixa “Tarde pra Desistir”, uma das mais executadas do disco.

Característica marcante da sua produção artística, a exaltação de temas relacionados às raízes africanas é uma constante nas músicas de Rincon Sapiência, que abordam a consciência e a valorização da afrodescendência, reconhecida em solo africano durante os festivais dos quais o Mc participou em 2012.

Tanto na sua apresentação no Festival 2H, em Dakar, capital do Senegal, quanto no festival Asalam Maleikum Hip Hop, na Mauritânia, Rincon Sapiência foi aclamado pelo público africano. No berço de seus ancestrais, Rincon mostrou que estava em casa pela sua performance de palco contagiante e também pelos instrumentais utilizados, como o sample de berimbau e referências à capoeira na faixa Música Preta.

Em 2014, Rincon lançou “SP Gueto BR”, o primeiro EP da carreira do rapper, que contém 8 faixas oficiais e duas faixas bônus. Um dos destaques do rap nacional daquele ano, o EP foi em grande parte produzido pelo próprio Mc, e traz uma forte identidade musical, com influências das músicas eletrônica, rock, ska, reggae, samba e até o clássico estilo boombap dos anos 90. Desde então, o rapper vem lançando alguns singles de grande repercussão, que também contam com videoclipes alinhados ao discurso e à estética das músicas.

Em dezembro de 2016, Rincon Sapiência surpreendeu a cena com “Ponta de Lança (Verso Livre)” ao lançar uma provocação interessante aos admiradores do rap nacional. Inspirado pela cena atual no país, a música propõe o resgate da cultura do MC ao destacar a magia das palavras, o encaixe das rimas e as histórias contadas através das letras. Em pouco tempo o videoclipe dirigido por Jonah Emilião (Rasputines art) alcançou mais de 5 milhões de visualizações no Youtube e rendeu elogios do consagrado ator francês Vincent Cassel pela sua originalidade estética. Gravado com uma câmera Sony vx2000 nas ruas da Cohab 1, na periferia de São Paulo, o clipe traz naturalmente a textura dos vídeos antigos, remontando à época em que o MC ocupava lugar de destaque no rap brasileiro.

Rincon Sapiência faz parte do coletivo Audácia junto com o grupo Q.I. Alforria e os Mcs DiKampana, Raphão Alaafin, R.G. do Q.I., James Bantu, ZeroOnze, Rocha e Ba Kimbuta. Na sua carreira solo, o artista conta com as habilidades do DJ Mista Luba, parceria nutrida desde 2004. Em ambos os trabalhos, Rincon se destaca pela música e postura elegantes, marcadas pela sutileza contundente das metáforas, que prezam pela originalidade e inteligência, livres de vulgaridade. Assim, seu perfil rendeu participações em campanhas que utilizaram o rap em seus conceitos, como o cypher “Revolução”, lançada pela Nike, e a da Caixa Econômica Federal que homenageou a atleta olímpica Fabiana Murer durante os Jogos Olímpicos Rio 2016.

A universalidade da música e dos temas abordados pelo repertório de Rincon favorecem o seu trânsito em outros círculos que não sejam necessariamente periféricos. Sua forte identidade artística, reforçada pelo seu estilo original, também está presente na videografia do rapper, que conta com os clipes Elegância, Transporte Público, “Linhas de Soco”, Profissão Perigo, Coisas de Brasil, “A Coisa tá Preta”, “Ponta de Lança”, “Meu Bloco” e “Ostentação À Pobreza”, além da recente participação no cypher “Poetas no Topo 3.1”. A estreia nas telonas como ator veio em 2013, ao contracenar com o ator Wagner Moura no filme A Busca, dirigido por Luciano Moura, seguida da participação no filme “Jonas”, dirigido por Lô Polliti, do qual também participaram os rappers Criolo e Karol Conka.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *