WASHINGTON CADETE COMUNICA A ARMANDO SAÍDA DO PTB Ele discorda dos rumos que os petebistas estão tomando, se aliando a Temer e suas reformas, a seu ver prejudiciais aos interesses da população.

Principal liderança do PTB em São Bento do Una, o advogado Washington Cadete, que foi candidato a deputado estadual e à prefeitura pelo Partido Trabalhista Brasileiro, comunicou ao senador Armando Monteiro o seu desligamento da legenda. Ele explicou que discorda dos rumos que os petebistas estão tomando, se aliando a Temer e suas reformas, a seu ver prejudiciais aos interesses da população.

Na carta enviada a Armando, Washington deixou claro que não apoiará nenhum candidato, na eleição prevista para o próximo ano, que tenha a presença de ministros de Temer no palanque. “Mantenho minha admiração pessoal por sua pessoa e coloco-me à disposição”, frisou o advogado, no final do documento enviado ao senador do PTB.

Washington teve perto de 25 mil votos como candidato a deputado estadual, em 2014 e superou os 10 mil votos em 2016, quando perdeu a eleição para a prefeitura de São Bento do Una,  enfrentando a socialista Débora Almeida (PSB).

Leia abaixo a íntegra da carta de Dr. Washington:

Inicialmente registro meu respeito por sua pessoa, afirmando que minha presença no Partido Trabalhista Brasileiro — PTB se deu, unicamente, em decorrência de sua história e sua luta na defesa da candidatura da Presidente Dilma, sucessora de Lula, que sempre estiveram em defesa do povo e cuidaram do Nordeste com tratamento diferenciado.

Incomoda-me e discordo frontalmente com a posição do PTB que tem na Presidência Nacional um ex-presidiário, condenado por atos conhecidos de todos, que publicamente reclama um Ministério para a própria filha e a condução do Partido ao declarado apoio ao Governo Temer.

Enorme e significativa parcela da sociedade, em percentagens superiores a noventa por cento, rejeitam o Governo Temer, e o PTB preferiu ouvir o canto da sereia, ou do Temer, deixando boa parcela de seus filiados decepcionados.

Discordo   das   reformas   trabalhista previdenciária, realizadas a toque de caixa, sem a participação dos trabalhadores, principais interessados, por um Governo ilegítimo e golpista Discordo não se permitir a investigação da conduta do Temer, mais de oitenta por cento da população indicou concordar e o PTB se recusou a ouvir os anseios da rua, com a ressonância de se defender a estabilidade política, em favor de um Governo decrépito, corrupto, golpista, e sem apoio popular.

Assim repito, decepcionado e frustrado com a conduta do Partido e principalmente da ausência de consulta às bases, afasto-me do PTB, e apenas para registro, adianto que não estarei com nenhuma candidatura que tenha a presença de Ministros do Governo Temer.

Mantenho minha admiração pessoal por sua pessoa e coloco-me à disposição.

Atenciosamente,

Washington Cadete

Postado no Blog de Roberto Almeida

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *