sexta-feira, dezembro 15, 2017
Home > Caruaru > Estudante de Caruaru conquista 1º lugar na Olimpíada Brasileira de Astronomia

Estudante de Caruaru conquista 1º lugar na Olimpíada Brasileira de Astronomia Kevin Tabosa, de 19 anos, aluno do curso de Mecatrônica do Instituto Federal de Pernambuco (IFPE) Campus Caruaru, participará da 15ª Jornada Espacial.

O estudante do Instituto Federal de Pernambuco (IFPE), Kevin Tabosa, de 19 anos, conquistou o primeiro lugar na 20ª edição da Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA). Ele é aluno do curso de Mecatrônica do Campus Caruaru e foi classificado para participar da 15ª Jornada Espacial, organizada pela Agência Espacial Brasileira. O evento é direcionado aos alunos que obtiveram os melhores resultados nas questões de astronáutica na prova da OBA.

De acordo com Kevin, o interesse pela área surgiu quando ainda era criança. “Sempre tive gosto pelo desconhecido e essa afinidade foi alimentada pela cosmologia”, declarou. Essa não foi a primeira conquista de Kevin Tabosa, que acumula medalhas da Olimpíada Pernambucana de Astronomia e Astronáutica, nas edições de 2015 e 2016, além de já ter sido medalhista na OBA em 2012, nas provas destinadas aos alunos do Ensino Fundamental. Apesar do histórico, Kevin ficou surpreso com o desempenho alcançado na última edição nacional da olimpíada.

Durante a Jornada, o discente será acompanhado por pelo professor Fernando Araújo, que faz parte do Núcleo de Olimpíadas do IFPE Caruaru, sendo um dos coordenadores. Para o docente, além de enriquecer o currículo acadêmico do estudante, a conquista de Kevin também representa um fator motivacional para os demais alunos do campus. “Vamos continuar incentivando a participação dos nossos estudantes nas olimpíadas”, afirmou.

A nível estadual, quatro estudantes foram classificados para a Jornada Espacial. O evento acontece de 10 a 16 de dezembro, em São José dos Campos, com atividades voltadas para a temática das ciências espaciais. O grupo também vai participar de visitas ao Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), ao Centro de Simulações Espaciais, ao Instituto Tecnológico de Aeronáutica, entre outros.

Fonte: g1.globo.com/pe/caruaru

Comments

comments