Connect with us
http://jardimdoagreste.com.br/wp-content/uploads/2018/07/728x140.png

Belo Jardim

Sesc Ler apresenta o Ciclo de Música de Belo Jardim Edição deste ano abre espaço para todos os ritmos musicais e também está no Polo do Parque do Bambú no Jardim Cultural 2017.

Publicado há

em

Teve inicio nesta sexta-feira (17/11) o Ciclo de Música de Belo Jardim, projeto idealizado pelo Sesc Ler Belo Jardim que tem como objetivo discutir a produção musical de artistas e músicos da cidade e da região. A programação que se estende até a próxima quarta (22) inclui apresentações musicais, retretas, recitais, e rodas de conversa. Todas as atividades são gratuitas.

A abertura do Ciclo de Música aconteceu Escola Professora Maria Galvão com a apresentação do Grupo Percussivo Boi da Gente, de Belo Jardim (encerramento da Amostra de Conhecimento sobre a África). Ainda na noite desta sexta o projeto do sesc continuou no Parque Bambu com as apresentações do grupo Coco de Xucuru e Pierre Tenório, também de Belo Jardim, No parque está acontecendo o Polo Cultural dentro do Jardim Cultural com uma extensa programação com todos os ritmos para todos os gostos e varias idades. Neste sábado e domingo das 9h as 23h.

No sábado (18/11), tem sambada com o Coco Pisada Segura, de Arcoverde, às 15h30 e o grupo Chapéu de Couro, de Belo Jardim, às 20h30. No domingo (19/11), os Virgulados, de Belo Jardim, fazem a festa às 19h30. Todas as atrações se apresentam no Parque do Bambu.

O tema “As perspectivas da produção artística, ensino e pesquisa do Violão Brasileiro Popular em suas vertentes de 6 e 7 cordas” será apresentado numa mesa redonda com Ezequias Lira e Mirael Lima, sob mediação de Cesar Berton, na segunda-feira (20/11), às 19h, na Sala de Música do Sesc Ler Belo Jardim.

Na terça-feira (21/11), das 14h às 18h, Ezequias Lira, do Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN) apresenta o MasterClass Violão, uma oficina sobre um dos instrumentos musicais mais apreciados e mais tocados no mundo. Será na Sala de Música do Sesc Ler Belo Jardim. O público não vai pagar nada para participar. Às 19h30, o professor Ezequias apresenta o recital Violão Solo “Um Violão quase erudito, quase popular”, no Cine Teatro Cultural.

Na quarta-feira (22/11), último dia do Ciclo de Música, as apresentações começam às 16h com uma retreta musical que terá a participação da Filarmônica São Sebastião, de Belo Jardim. Será na sede da Filarmônica. Às 19h30, o Coral Moura faz um concerto para o público no Cine Teatro Cultural.

Para Mirael Lima, instrutor de atividades artísticas do Sesc Ler Belo Jardim, o Ciclo de Música pode ser definido como um “mosaico musical”: “ele agrega as mais variadas formas de expressões musicais da cidade e região, tendo como finalidade incentivar e difundir a música em seus diferentes gêneros, técnicas e estilos, além de oportunizar ao público os artistas e grupos, fomentando as suas práticas musicais. Assim, o projeto corrobora com as diretrizes da modalidade de música, visando a formação de plateia e estimulando a população a participar das ações do Sesc”.

Serviço – Projeto Ciclo de Música de Belo Jardim

Data: de 17 a 22 de novembro de 2017

Entrada gratuita

Programação:

Sexta-feira (17/11)

19h30 – Grupo Percussivo Boi da Gente (Belo Jardim)

Local: Escola Professora Maria Galvão

20h – Coco de Xucuru (Belo Jardim)

Local: Parque do Bambu

21h – Pierre Tenório (Belo Jardim)

Local: Parque do Bambu

Sábado (18/11)

15h30 – Sambada com o Coco Pisada Segura (Arcoverde)

Local: Parque do Bambu

20h3 – Chapéu de Couro (Belo Jardim)

Local: Parque do Bambu

Domingo (19/11)

19h30 – Virgulados (Belo Jardim)

Local: Parque do Bambu

Segunda (20/11)

19h – Mesa com o tema As perspectivas da produção artística, ensino e pesquisa do Violão Brasileiro Popular em suas vertentes de 6 e 7 cordas.

Ezequias Lira e Mirael Lima mediação de Cesar Berton.

Local: Sala de Música do SESC Ler Belo Jardim

Terça (21/11)

14h às 18h – Máster Class Violão – com DR. Ezequias Lira

Local: Sala de Música do SESC Ler Belo Jardim

19h30 – Recital Violão Solo “Um Violão quase erudito quase popular” com Ezequias Lira (IFRN)

Local: Cine Teatro Cultural

Quarta (22/11)

16h – Retreta Musical com a Filarmônica São Sebastião (Belo Jardim)

Local: Sede da Banda Filarmônica de Belo Jardim

19h30 – Concerto com Coral Moura (Belo Jardim)

Local: Cine teatro Cultural

Comments

comments

Click no comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Belo Jardim

Secretaria de Juventude apoia Torneio de Futebol em Belo Jardim Escolinha de Futebol da Esperança, o torneio será realizado no próximo domingo (26).

Publicado há

em

Seguindo a sua rotina de incentivar e apoiar as diversas práticas no âmbito da juventude, a Secretaria de Juventude e Trabalho de Belo Jardim (PE), está apoiando a prática do desporto, através do Torneio de Futebol oferecido pela Escolinha de Futebol da Esperança, que será realizado no próximo domingo (26).

 

O Secretário Neto Andrade, falou da importância de apoiar eventos onde a juventude belo-jardinense esteja inserida.

 

Comments

comments

Continue Lendo

Belo Jardim

Projeto do Campus capacita profissionais de creches em primeiros socorros Alunas do curso técnico em Enfermagem estão atuando nas creches públicas de Belo Jardim

Publicado há

em

Com o objetivo de orientar professores e cuidadores de creches sobre atendimento pré-hospitalar de urgência e emergência em pediatria, o projeto de extensão do IFPE Campus Belo Jardim “Primeiros Socorros Pediátricos” vem atuando em creches públicas da cidade de Belo Jardim.

Coordenado pelo professor Mirtson Reis e desenvolvido pelas alunas Larissa Santiago, Manielly Cordeiro, Franciele Lima e Yngrid Kalinne, todas do curso técnico em Enfermagem, o projeto vem atuando desde o mês de fevereiro e atende um público-alvo de mais de 80 profissionais de educação infantil.

Segundo Mirtson Reis, as creches municipais de Belo Jardim atendem um total de mais de 300 crianças entre zero e cinco anos, todas em tempo integral, e é de extrema importância que os professores e cuidadores estejam preparados para intervir em situações de risco a vida e saúde dos alunos em casos de pequenos acidentes. “Neste primeiros meses de projeto já tratamos das prevenções e cuidados contra queimaduras, engasgos, ferimentos e hemorragias, e o mais importante é que as profissionais de educação destas creches compraram a ideia do curso e estão participando ativamente, o que facilita ainda mais o processo de aprendizado”, conta o coordenador do projeto.

Os cursos são totalmente preparados e ministrados pelas estudantes extensionistas. Para Larissa Santiago, tão importante quanto o aprendizado que ela vem adquirindo ao realizar as pesquisas nos materiais mais atualizados da área para o preparo dessas aulas, é a percepção de que as profissionais de educação estão cada vez mais se sensibilizando sobre a importância de dominarem as técnicas apresentadas. “O ambiente de uma creche, com muitas crianças ainda frágeis, é sempre um ambiente com muita possibilidade de acidentes. Durante as aulas, muitas professoras já nos contaram que passaram por alguns dos problemas apresentados. É muito gratificante saber que estamos ajudando tantas pessoas”, relata a estudante.

A equipe do projeto “Primeiros Socorros Pediátricos” irá produzir, já nos próximos meses, um material ilustrado educativo com o conteúdo abordado nas aulas para ser distribuído nas demais escolas públicas da cidade.

Comments

comments

Continue Lendo

Belo Jardim

Moradores denunciam problema com obra da Compesa no São Pedro Segundo as denúncias, após obras de saneamento a rua foi deixada coberta de barro

Publicado há

em

Os moradores da rua Josefa Germano, no bairro São Pedro, procuraram a equipe do BJ1 para denunciar que após as obras de saneamento, que estão sendo realizadas pela Compesa, a rua foi coberta com barro. Nas chuvas da última segunda-feira (20/05) a rua ficou coberta com uma lama escorregadia, como denuncia o segurança Cláudio Roberto, que é morador da localidade.

“Qualquer sereninho que dá é um medo, porque faz com que seja uma agonia sair de casa”, destaca ele. Cláudio ainda informou que os moradores da rua já tentaram procurar a loja da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), porém foram informados que o problema não era mais de responsabilidade da Companhia.

O problema da lama teria começado na última segunda após as fortes chuvas que atingiram a região e o problema ainda foi agravado pela falta de calçamento na rua, segundo o denunciante. “Essa semana um carro de um vizinho meu atolou e foi uma agonia para tirar”, completa ele, que ainda relata o medo de quebrar o veículo e sair no prejuízo por causa da quantidade de lama.

BJ1 tentou entrar em contato com a Compesa, mas até o fechamento da matéria não obteve nenhuma resposta.

Bj1

Comments

comments

Continue Lendo

Leia Também

Copyright © 2019 Jrardim do Agreste