Home > Outras Noticias > Secretário cobra solução de impasse entre Celpe e Lotéricas da Caixa

Secretário cobra solução de impasse entre Celpe e Lotéricas da Caixa O Procon/PE realizou fiscalizações nesta semana e comprovou que dos mais de 30 pontos apresentados pela Celpe e fiscalizados, pelo menos 30% já estavam desabilitados

Na manhã desta quarta-feira (11), o secretário de Justiça e Direitos Humanos, Pedro Eurico, se reuniu com representantes da Companhia Energética de Pernambuco (Celpe)e da Caixa Econômica Federal (CEF) para cobrar uma solução para as dificuldades que a população vem enfrentando para realizar o pagamento das contas de energia. O recebimento do documento foi suspenso pelas casas lotéricas no último mês de abril e, desde então, muitas queixas foram recebidas pelo Procon/PE.

À tarde, o gestor acompanhou as fiscalizações aos postos de atendimento indicados pela Celpe. O órgão de defesa do consumidor realizou fiscalizações nesta semana na Região Metropolitana do Recife (RMR) e comprovou que dos mais de 30 pontos apresentados pela Companhia como viáveis para pagamento da fatura e fiscalizados, pelo menos 30% já estavam desabilitados.

“As alternativas de pontos credenciados apresentados pela Celpe não estão funcionando. Está difícil para a população e a situação não pode continuar” declara Eurico.

Os fiscais constataram, ainda, que a maioria dos estabelecimentos que prestam o serviço os oferece de forma parcial. Muitos têm limitação de fichas (20 por dia, na maioria dos casos) ou de valores. Uma loja de departamento localizada na Rua da Imperatriz, no centro do Recife, por exemplo, é credenciada à Celpe, mas só recebe o pagamento através do cartão fidelidade da loja.

“Essa é uma relação privada (entre a Celpe e Caixa), mas ambas estão envolvidas diretamente na prestação de serviços públicos e precisam dar uma resposta urgentemente à população. O Governo de Pernambuco não irá mais tolerar essa situação” acrescenta Eurico.

Caixa e Celpe

A Caixa se prontificou a entrar em contato com os lotéricos, a fim de propor uma redução na arrecadação. Já a Celpe se comprometeu a fortalecer a rede própria e os postos credenciados, além de começar a instalar ainda neste mês novos quiosques em pontos estratégicos, com o objetivo de ampliar a rede de atendimento à população. O número de quiosques e o mapeamento dos locais a serem instalados deverão ser apresentados ao secretário Pedro Eurico ainda nesta semana.

A Celpe recebeu do Procon/PE um prazo de 48h para apresentarem uma alternativa para os postos inativos. Caso não cumpra a determinação, a Companhia poderá ser multada.

TV Jornal

Comments

comments