Home > Avicultura > Feira da Avicultura do Nordeste movimenta R$22 milhões em São Bento do Una

Feira da Avicultura do Nordeste movimenta R$22 milhões em São Bento do Una Cerca de 50 empresas participaram. O valor é resultado de uma pesquisa feita pelo Sebrae junto às empresas presentes no evento.

Durante a Feira da Avicultura do Nordeste, realizada em São Bento do Una (PE) no início de agosto, cerca de 50 empresas geraram R$22 milhões em negócios. O valor é resultado de uma pesquisa feita pelo Sebrae junto às empresas presentes no evento.

Realizada pela Prefeitura de São Bento do Una, essa foi a terceira edição da Feira, que quadruplicou de tamanho desde sua primeira edição, em 2016. São Bento do Una é conhecido como a Capital do Ovo do Nordeste, onde se produz cerca de 50 ovos por segundo.

O município está situado no Agreste Pernambucano, que concentra 60% da produção de ovos e 50% da produção de frangos do estado. Estimativas baseadas no PIB da avicultura do estado apontam que, apenas a produção de ovos do Agreste Pernambucano movimenta hoje cerca de R$690 milhões por ano.

Nesse cenário, o volume de recursos gerados em negócios em cada dia da Feira da Avicultura do Nordeste corresponde a 4 vezes o valor do PIB diário da produção de ovos do Agreste Pernambucano.

AVIPE (Associação Avícola de Pernambuco), que foi uma importante parceira da Prefeitura na idealização da Feira, desde a sua primeira edição, acredita que o evento tem potencial para continuar crescendo.

“Essa é uma iniciativa que aproxima os produtores da região do que há de mais atual no mercado avícola no que diz respeito a equipamentos, insumos e genética”, destaca Edival Veras, Diretor Administrativo da AVIPE. A Associação contou com um estande na Feira, onde divulgou materiais institucionais e de promoção das qualidades do ovo.

Uma das empresas com estande na Feira da Avicultura do Nordeste foi a SAG Software Agroindustrial, presente pela segunda vez no evento. “Conseguimos aumentar o nosso volume de interação com os avicultores em mais de 70%”, salienta o diretor comercial da SAG, Alécio Grezelle.

A abordagem da empresa junto ao público do evento foi o conceito da avicultura 4.0. “As granjas que mais crescem no Brasil estão investindo constantemente em tecnologias, sensores, maneiras de gerar mais eficiência operacional a partir da digitalização 100% dos processos e controles”, explica Grezelle. Segundo ele, a SAG já reservou um estande para 2019.

EPM Embalagens de Polpa Moldada também comemora os resultados da Feira, onde aproveitou para lançar tampa para ovos e bandeja de 15 unidades. “Durante os três dias do evento tivemos o privilégio de receber quase todos os avicultores locais”, explica Vera Trindade, consultora de vendas da empresa.

EPE Produtos Agropecuários, que participa da Feira desde a primeira edição, recebeu cerca de 200 pessoas em seu estande. “Pudemos receber amigos e clientes, apresentar novos produtos e fortalecer as parcerias existentes, além de conquistar novos negócios”, destaca Edival Veras, sócio proprietário da empresa.

Consolidação da Feira

Prefeita Débora durante a abertura da Feira da Avicultura do Nordeste, em São Bento do Una (PE)

Prefeita Débora, durante a abertura oficial da Feira da Avicultura do Nordeste, em São Bento do Una (PE)

Os resultados também são comemorados pela Prefeitura de São Bento do Una. Em seu discurso na abertura da Feira, a prefeita Débora Almeida destacou que as expectativas projetadas para 2020 em termos de organização foram superadas já em 2018.

Ela também chamou a atenção para o potencial da avicultura do Agreste, que trabalha com condições ambientais adversas, principalmente pela escassez de água. Para a prefeita, a consolidação da Feira é muita importante para o fortalecimento da atividade avícola, que é o principal pilar econômico não só da cidade, como da região e do estado.

O evento contou ainda com palestras técnicas sobre Bronquite Infecciosa, Impactos das Condenações Sanitárias no Frigorífico, Tendências e Perspectivas do Mercado de Ovos Especiais, Desenvolvimento da Ave do Futuro e Nenhum Problema Resiste a uma Abordagem Sistemática. As palestras foram viabilizadas com o apoio das empresas Ceva Saúde AnimalNovogen e EPM Embalagens.

Representando o IMA (Instituto Mineiro de Agropecuária), a médica veterinária Izabella Hergot, abordou o tema Biosseguridade. Ela destacou o papel da avicultura na economia brasileira e a importância de os produtores adotarem medidas de biosseguridade para a manutenção da sanidade do plantel avícola nacional.

Avicultura.info

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *