Connect with us
http://jardimdoagreste.com.br/wp-content/uploads/2018/07/728x140.png

Política

Agricultura familiar é tema de reunião entre Governo e Banco do Nordeste Secretário Dilson Peixoto pretende simplificar o acesso às linhas de crédito administradas pelo Banco do NE e flexibilizar as exigências impostas ao pequeno produtor rural. 

Publicado há

em

Secretaria de Desenvolvimento Agrário (SDA) e o Banco do Nordeste, em em reunião realizada nesta sexta-feira (8), traçaram metas para simplificar o acesso da agricultura familiar às linhas de crédito administradas pelo banco e flexibilizar as exigências impostas ao pequeno produtor rural. Participaram do encontro o secretário Dilson Peixoto; o superintendente do banco, Ernesto Lima Cruz; e gerentes regionais da empresa.

Para o secretário, a burocracia é o principal entrave para o acesso do trabalhador rural às linhas de crédito. “É imposta ao pequeno produtor as mesmas regras cobradas aos grandes, o que torna oneroso o cumprimento das exigências. Identificamos alguns entraves e vamos trabalhar junto com o banco para flexibilizar os pré-requisitos para a liberação do financiamento”, explicou Dilson Peixoto.

Do encontro ficaram definidos três eixos iniciais de atuação para o fortalecimento da agricultura familiar: agilização do Cadastro Ambiental Rural – CAR (uma exigência para acesso a linhas de crédito), flexibilização do licenciamento ambiental para pequenos produtores da avicultura e suinocultura e revisão do zoneamento ambiental junto ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e Embrapa.

De acordo com o gerente estadual do Banco do Nordeste, Josué Lucena, apenas em janeiro cerca de 40% dos pedidos de financiamento recebidos pelo banco não foram atendidos por falta do CAR. “Com o cadastro, esses agricultores podem ser acesso, por exemplo, aos recursos do Pronaf B, que prevê o crédito de até R$ 5 mil”, explicou. Ainda segundo Lucena, nessa linha o trabalhador rural conta com bônus de 40%, o que significa pegar um empréstimo de R$ 5 mil e ter um abatimento de R$ 2 mil no pagamento.

Em relação à avicultura e à suinocultura, a sugestão é dispensar a agricultura familiar do licenciamento ambiental, como já existe para outras atividades rurais. Pelo custo elevado para o pequeno produtor, a exigência da licença termina inviabilizando o acesso ao crédito. Já a revisão do zoneamento ambiental beneficia a cultura da banana no Estado. O atual zoneamento limita a concessão de crédito aos produtores de áreas irrigadas, o que exclui, por exemplo, a Zona da Mata Norte.

Comments

comments

Click no comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Moro e Dallagnol protagonizam o maior escândalo jurídico do país, diz Humberto As instituições no Brasil, que foram maculadas por esses maus agentes públicos, têm a obrigação imperiosa de reagir a eles.

Publicado há

em

O atropelo que o ex-juiz Sergio Moro e o procurador Deltan Dallagnol realizaram sobre a Constituição Federal e todas as normas vigentes no país com objetivos políticos é o maior escândalo jurídico brasileiro da história – e um dos maiores do mundo – e deveria ser devidamente punido pelos órgãos competentes. Esta é a avaliação do líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE).

Em discurso no plenário da Casa nesta quinta-feira (15), o parlamentar afirmou que Moro não pode ter praticado os atos ilícitos que cometeu e seguir como ministro da Justiça e da Segurança Pública, subordinando, inclusive, a Polícia Federal que deveria investigá-lo. Ele também disse ser incabível que Deltan Dallagnol, diante de tudo o que já foi divulgado, siga à frente da Lava Jato, pois pode, eventualmente, destruir provas que poderiam incriminá-lo.

“Isso é inaceitável. As instituições no Brasil, que foram maculadas por esses maus agentes públicos, têm a obrigação imperiosa de reagir a eles. O Supremo Tribunal Federal (STF), a Procuradoria-Geral da República (PGR) e o Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) não podem se acovardar diante desses mitos carcomidos, diante desses falsos profetas”, disparou.

Humberto ressaltou que grandes nomes mundiais do direito, muitos deles com um histórico invejável de combate à corrupção, como a jurista americana Susan Rose-Ackerman, admirada por Dallagnol, se insurgiram contra essa escabrosa armação montada no aparelho estatal.

Ele lembrou que, juntamente com outros dos maiores especialistas do mundo em combate à corrupção, Susan assinou um manifesto em que pede ao STF a imediata libertação do ex-presidente Lula e a anulação do seu processo. “Não é dúvida para qualquer pessoa de compreensão mediana de que estamos vivendo um momento extremamente disfuncional da nossa democracia”, registrou.

O líder do PT avalia que essa turma da Lava Jato segue agindo nas sombras a todo vapor, principalmente depois que as mensagens vazadas começaram a ser conhecidas e eles passaram a acusar hackers sofisticados e até uma possível conspiração russa por trás de tudo. O argumento de integrantes da Lava Jato era o de desestabilização dos trabalhos.

O senador criticou a operação tabajara midiática montada por Moro, que não chegou além de uns golpistas de cartão de crédito de Araraquara.

“Não é admissível que, a despeito de se combater a corrupção, o Estado seja corrompido por maus agentes que rasgam a lei para atingir objetivos, a imensa maioria deles de caráter pessoal. Isso é uma prática de países totalitários, de países fascistas, nos quais a lei é deixada de lado para que os agentes tenham saciadas as suas vontades”, declarou.

Para o desespero de eleitores de Bolsonaro e para defensores da Lava Jato, Humberto fez questão de registrar que o Brasil está, hoje, dotado de mecanismos de combate à corrupção eficazes graças aos governos Lula e Dilma. As gestões do PT foram as responsáveis pela sanção da lei da delação premiada, da criação da Controladoria-Geral da União e da total autonomia da Polícia Federal e do Ministério Público – atualmente atacada por Bolsonaro.

Foto: Roberto Stuckert Filho

Comments

comments

Continue Lendo

Notícias

‘O SUS é para todo mundo’, diz Bolsonaro sobre avó de Michelle Nas redes sociais, o argumento do presidente foi criticado e os internautas pediram a ele, então, para ser atendido pelo SUS quando precisar assistência de saúde

Publicado há

em

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) – O presidente Jair Bolsonaro criticou nesta quarta-feira (14) reportagem do jornal Folha de S.Paulo sobre a internação da avó da primeira-dama, Michelle, e disse que o SUS (Sistema Único de Saúde) deve atender a todos, sem privilégios.

“O SUS é para todos. Não vai ter um SUS pessoal para o Bolsonaro, presidente. O SUS é para todo mundo”, disse o presidente.

Após mais de dois dias aguardando atendimento deitada em uma maca no corredor de um hospital na periferia do Distrito Federal, a avó materna da primeira-dama, Michelle Bolsonaro, foi transferida e submetida a uma cirurgia de urgência no último domingo (11).

A Folha de S.Paulo encontrou Maria Aparecida Firmo Ferreira, 78, na tarde de sábado (10) em uma maca, com outros pacientes, no corredor do Hospital Regional de Ceilândia, a 37 km do Palácio da Alvorada, onde Michele vive com Bolsonaro.

Logo após o jornal procurar a assessoria do governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), Maria Aparecida foi transferida para o Hospital de Base, unidade com mais estrutura.

“Ela [Michelle] deve ter uns 50 parentes só na Ceilândia. Estavam atrás para fazer uma matéria por outro motivo, para dar uma baixaria. Não vou falar. Uma baixaria total. Um problema que ela [a avó] teve na Justiça há mais de 30 anos”, disse Bolsonaro, sem citar que problema seria esse.

“E daí encontraram no hospital. Daí não fizeram essa matéria da baixaria total. Fizeram apenas para tentar desacreditar. Como é que pode uma senhora que trata de deficientes abandonar a vovozinha querida, né. Isso aí que a Folha de S.Paulo fez. Não desiste”, ressaltou.

O presidente ainda comentou a relação dele com a avó da primeira-dama. “Acho que falei com essa senhora uma vez na minha vida. Eu conheci a Michelle na Câmara. Ela estava separada. Em quatro meses, namorei, noivei, casei com ela. Tinha uma filha e ela foi, logicamente, morar comigo. Naquela época, nesses quatro meses, eu fui umas 30 vezes na Ceilândia. Depois disso, duas ou três. Não conheço a família dela. E a família dela é enorme”, disse.

“Aqui estão abertas as portas se quiserem visitar a gente, os familiares. Agora, a avó dela tem uma vida pessoal. É bastante idosa. Pessoa completamente livre, né. Não sei o relacionamento dela com seus oito filhos, não sei, está certo!? E isso é família, né. O meu pai dizia lá trás: ‘Parente bom é parente longe’. Meu pai dizia isso, não sei se vocês concordam comigo. Cunhado, para que serve cunhado? Para buscar cerveja na geladeira, mais nada”, acrescentou.

Comments

comments

Continue Lendo

Belo Jardim

Prefeito de Belo Jardim vai a Brasília em busca de melhorias para a educação. Acompanhado do Secretário de Educação, Procurador do Município, além do Vereador Wilsinho, onde juntos compareceram ao Gabinete do Deputado Federal Sílvio Costa Filho, viabilizando emendas parlamentares para a EDUCAÇÃO do município.

Publicado há

em

Sempre buscando o melhor para Belo Jardim, o Prefeito Hélio dos Terrenos, tem mostrado ao longo destes dois anos, que não importa as circunstâncias e nem tampouco as dificuldades, o importante é continuar trabalhando e com isso a cidade, colhe os frutos do seu esforço e trabalho.

Nos últimos dois meses o prefeito inaugurou calçamentos, entregou a Clínica da Mulher, construiu novas praças, finalizou mais uma Unidade Básica de Saúde, e ainda na educação, inaugurou escolas a exemplo do Centro de Educação Infantil Débora Barbosa, assinou a ordem de serviço para a construção da Escola Risoleta Cavalcante e ainda avança na reconstrução da Biblioteca Municipal.

E hoje (14), se encontra em Brasília – DF, junto com o Secretário de Educação, o Professor Adriano Cândido, o Procurador do Município, Dr. Uriel Campelo Filho, além do Líder do Governo na Câmara, o Ex-secretário de Educação, Vereador Wilsinho, onde juntos compareceram ao Gabinete do Deputado Federal Sílvio Costa Filho, viabilizando emendas parlamentares para a EDUCAÇÃO do município.

Em suas palavras Hélio, disse:

“Não durmo em trabalho, estou aproveitando o momento para tentar ampliar as obras em Belo Jardim e o jeito mais fácil de vencer a crise é trabalhando e formando parcerias”, finalizou o Prefeito, Hélio dos Terrenos.

Comments

comments

Continue Lendo

Blog Associado

Blog Associado

FEIRÃO TOP VEÍCULOS 10 ANOS

FEIRÃO TOP VEÍCULOS 10 ANOS

MAIS INFORMAÇÕES CLIK NA IMAGEM!

MAIS INFORMAÇÕES CLIK NA IMAGEM!

PARCEIROS

PARCEIROS

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Arquivos

Leia Também

Copyright © 2019 Jrardim do Agreste