Connect with us
http://jardimdoagreste.com.br/wp-content/uploads/2018/07/728x140.png

AgroNegócios

Granjas A. Costa, Vilela e São Luís são as campeãs em São Bento do Una (PE) Campeãs em ovos brancos, ovos vermelhos e ovos de codorna, respectivamente, as três empresas são os destaques do 1º. Concurso de Qualidade de Ovos do Nordeste.

Publicado há

em

A Granja A. Costa é a campeã em ovos brancos no 1º. Concurso de Qualidade de Ovos do Nordeste. O evento, realizado no dia 1º. de agosto, durante a IV Feira da Avicultura do Nordeste, a Aviuna, em São Bento do Una, também destacou a Granja Vilela como a campeã em ovos vermelhos. Em ovos de codorna, a campeã é a Granja São Luiz.

As três campeãs e as outras 11 granjas classificadas no concurso de São Bento do Una, no agreste pernambucano, receberam as medalhas de premiação no dia 2 de agosto, último dia da Aviuna. Os avicultores presentes na cerimônia de entrega das medalhas mostraram-se muito satisfeitos com os resultados obtidos durante essa primeira edição do concurso. O avicultor Fernando Vilela, da Granja Vilela, campeão em ovos vermelhos, ressaltou a importância de serem todos vencedores na árdua tarefa de produzir ovos em condições adversas, como a falta de água no agreste de Pernambuco. Disse ele, ao comemorar o feito, que ninguém é perdedor. “E se enxergarmos tudo isso, veremos que somos todos guerreiros. Produzir em São Bento do Una é um desafio. Somos todos parceiros. Esse prêmio é de todos nós, avicultores.”

Gabriel Galvão, da Granja São Luís, que ficou em segundo lugar em ovos brancos e primeiro lugar em ovos de codorna, destacou que o importante é todos estarem unidos enquanto produtores. “Não tem primeiro ou segundo lugar; não somos concorrentes e sim, produtores unidos”, considerou, dentro do mesmo clima de companheirismo já comentado pelo avicultor Fernando Vilela.

O vice-presidente da Avipe, Edival Veras, ressaltou que o município está de parabéns, e especialmente com os bons resultados do primeiro concurso de qualidade de ovos, a expectativa é que, a cada ano, a produtividade seja ainda melhor. “Se mantivermos o que fizemos este ano já está muito bom!”, disse ele, otimista e satisfeito com os resultados obtidos pelos produtores em termos de qualidade.

Para a prefeita Daniela Almeida, que, ao lado da Avipe, a Associação Avícola de Pernambuco, são os organizadores da IV Aviuna, o 1º. Concurso de Qualidade de Ovos do Nordeste foi um sucesso, resultado da união de todos e da busca do segmento por mais qualidade na produção de ovos da região, uma das mais produtivas do país.

Esse é o primeiro concurso de qualidade de ovos realizado no Nordeste, em parceria firmada entre os organizadores da Aviuna – Prefeitura de São Bento do Una e Associação Avícola de Pernambuco -, com o apoio da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), Unidade Acadêmica de Garanhuns (UAG), sob a coordenação do professor Danilo Cavalcante, que é zootecnista e coordenador do Grupo de Estudos em Avicultura da UFRPE.

Leia matéria sobre o concurso nordestino na matéria São Bento do Una realiza hoje seu primeiro concurso de qualidade de ovos

Confira as granjas classificadas e as respectivas linhagens e nutrição de cada premiado.

Comments

comments

AgroNegócios

Queijarias artesanais de Pernambuco comemoram a regulamentação do Selo Arte Produtores do estado poderão atender o mercado de todo o país. Tramitação do projeto no Congresso teve participação ativa do Sebrae

Publicado há

em

A produção de alimentos de origem animal de forma artesanal ganha um novo impulso com o Selo Arte, instrumento que cria condições para que estes produtos possam circular e ser comercializados livremente por todo o país. O decreto de regulamentação do Selo Arte foi assinado no dia 18 de julho pelo presidente Jair Bolsonaro. Desde o início do processo que tramitava no Congresso Nacional, o Sebrae foi fundamental na consolidação desse avanço.

Em Pernambuco, atualmente são 35 queijarias artesanais certificadas pela Adagro que participaram do projeto “Adequação das Pequenas Queijarias do Agreste Meridional” da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Agrário, em parceria com o Sebrae, ITEP e UFRPE/UAG e outras 50 estão participando deste processo. Uma das formalizadas em 2018 foi a Queijaria Mulungú, de Adriano dos Santos e Maria Sandra da Silva Melo.

A propriedade do casal fica no Sítio Boi Morto, zona rural de Jupi. Nela, existem nove vacas que produzem 120 Kg de leite por dia, o que garante a produção de 100 Kg de queijo tipo coalho por semana. Toda a produção é vendida na cidade de Jupi, no povoado de Olho D´água e em feiras de agricultura familiar da região. Para ter um gado produtivo, Adriano apostou no programa de melhoramento genético do Sebrae, através do SebraeTec.

Os resultados logo foram reconhecidos. O produto do casal ganhou na categoria Queijo Coalho Artesanal do Concurso de Queijos de Pernambuco, realizado no Show de Lácteos da Agrinordeste 2018. Adriano acredita que o Selo Arte vai ajudá-lo a atender consumidores de todo Brasil: “o produtor local vai poder circular livremente pelo país, pois o queijo nordestino é reconhecido pelo seu sabor e vai chegar a todos os lugares e eu pretendo chegar lá também”.

Para o presidente do Sindicato dos Produtores de Leite de Pernambuco (Sinproleite-PE), Saulo Malta, o Selo Arte será um grande impulsionador dos negócios das queijarias artesanais: “o selo vai permitir que os produtores possam agregar valor aos seus queijos, vai garantir a geração de renda para as famílias e fazer com que a qualidade do que produto feito aqui possa ser reconhecido em todo o território nacional”.

Já a diretora técnica do Sebrae-PE, Roberta Correia, alerta para a concorrência que deve ser maior com a chegada de queijos de outros estados: “o Selo Arte vai abrir novos mercados e o nosso queijeiro artesanal terá de aprender a conviver com essa realidade. Para isso, vai precisar se qualificar ainda mais e o Sebrae estará sempre pronto para atender as necessidades dos produtores com consultorias e sendo a ponte entre eles e outras fontes de conhecimento”.

Comments

comments

Continue Lendo

AgroNegócios

IV Feira de Avicultura do Nordeste movimentará a economia de São Bento do Una-PE .A Aviuna acontecerá de 31 de julho a 02 de agosto durante a 22ª Corrida da Galinha. Confira a programação.

Publicado há

em

A prefeitura de São Bento do Una, no Agreste de Pernambuco, em parceria com a AVIPE, realizará a 4ª edição da Feira da Avicultura do Nordeste (Aviuna), evento que acontece durante a 22ª Corrida da Galinha, movimentando a economia do município. O evento além de movimentar o setor produtivo/econômico do ramo avícola de todo o Nordeste, também movimenta o turismo de negócios.

São Bento do Una é o maior produtor de ovos das regiões Norte e Nordeste, ocupando o 5ª colocação no Brasil. O município possui 59 produtores de pequeno, médio e grande porte, que geram 13 mil empregos diretos e indiretos, o município produz mais de 200 toneladas de frangos por semana e 10 milhões de ovos por dia.

Durante a feira acontecerá palestras, simpósios, capacitações, exposições, atividades culturais, competições, shows, lá é uma grande oportunidade de negócios e de troca de conhecimentos, resultando em potencializar cada vez mais a avicultura e a agroindústria e o agronegócio.

A estrutura será montada no parque de exposições Eládio Porfírio de Macedo, onde será montado mais de 70 stands com espaço para palestras e lanchonetes.

A Feira acontece no período de 31 de julho a 02 de agosto

PROGRAMAÇÃO

Comments

comments

Continue Lendo

AgroNegócios

Queijarias artesanais ganham destaque no 29º Festival de Inverno de Garanhuns Produtoras estão em exposição no Armazém de Agro e Negócios, projeto desenvolvido pelo Sebrae que funciona no Parque Euclides Dourado, até o dia 28 de julho

Publicado há

em

A Bacia Leiteira de Pernambuco, responsável por 70% da produção de leite do estado, vai receber um grande incentivo durante o 29º Festival de Inverno de Garanhuns. Através de um novo projeto do Sebrae, queijarias artesanais de Garanhuns, Venturosa, Pedra, Canhotinho e Jupi expõem seus produtos na 1ª edição do “Armazém de Agro e Negócios”, instalado no Parque Euclides Dourado e funciona até o dia 28 de julho, das 14h às 20h (de segunda a quarta) e das 10h às 20h (de quinta a domingo).

 

Para a realização desta iniciativa, o Sebrae conta com investimentos de aproximadamente R$ 40 mil, com o patrocínio da AD-Diper e apoio da Prefeitura de Garanhuns. O objetivo do Armazém é o de proporcionar acesso a mercados e divulgar as empresas que foram trabalhadas e estão sendo legalizadas através do Programa de Adequação de Queijarias Artesanais do Agreste Meridional, iniciado em 2017, a partir do processo de legalização de 35 empresas produtoras de derivados do leite da região.

 

Dez estandes de aproximadamente 6m² estão montados em uma área coberta de 200m². Neles, os visitantes podem adquirir uma grande variedade de produtos lácteos de alta qualidade, sem intermediários, ou seja, direto do produtor, a preços acessíveis. Entre as opções oferecidas pelas queijarias, há queijos de diversos sabores, manteiga cremosa, manteiga de garrafa, bebidas lácteas e doce de leite.

 

De acordo com o analista da Unidade Agreste Meridional do Sebrae, Jefferson Fernandes, coordenador do Armazém do Agro e Negócios, esta é uma excelente oportunidade para os produtores apresentarem seus produtos: “é uma maneira para que os produtores possam acessar novos mercados em um evento que recebe visitantes de todo o estado e de várias partes do país”.

 

Uma das queijarias que está no Armazém é a Leite Nobre, do município de Venturosa. A empresa tem o propósito de valorizar a cultura e a gastronomia pernambucana através do queijo coalho artesanal. “Nossa expectativa no Armazém do Agro e Negócios é apresentar para o público as nossas novas opções de sabores desse tipo de queijo, conquistar o paladar dos consumidores e, por consequência, fechar novas parcerias com revendedores”, explica o diretor-presidente da queijaria, Romildo Albuquerque.

No Armazém, estão expostos o queijo coalho artesanal sabor tradicional; o condimentado com cebola, alho, orégano ou pimenta; o defumado; o maturado; e o zero lactose. E dois produtos lançados: o queijo coalho artesanal recheado com charque, bacon ou calabresa e o trufado com doce de leite ou doce de goiaba.

Para Romildo Albuquerque, participar de um projeto como este do Sebrae é muito importante para a empresa: “o Sebrae sempre nos proporciona as melhores condições para desenvolvimento do nosso negócio e para nossa capacitação como empreendedores. Em todos os projetos que participamos, recebemos ótimas oportunidades de parcerias, divulgações, melhorias e comercialização dos nossos produtos. Além disso, conseguimos inovar em nossos processos através de incentivos a pesquisas, desenvolvimento de novas tecnologias, indicações dos melhores fornecedores e nos facilitou parcerias com institutos e consultores”.

 

 

Concurso de Queijos Artesanais – O Armazém do Agro e Negócios também vai contar com uma sala climatizada para a realização da 2ª etapa do Concurso de Queijos Artesanais, projeto da Assembleia Legislativa de Pernambuco, que tem apoio do Sebrae. O concurso visa incentivar, premiar e promover a melhoria contínua dos queijos produzidos na região. Vão participar produtores que têm o Selo de Inspeção Estadual ou autorização de comercialização expedida pela Adagro (Agência de Defesa e Fiscalização Agropecuária de Pernambuco).

 

 

Serviço: Armazém do Agro e Negócios

Data: até 28 de julho

Horário de funcionamento: das 14h às 20h (de segunda a quarta) e das 10h às 20h (de quinta a domingo)

Local: Parque Euclides Dourado, bairro Heliópolis

Entrada gratuita

Informações na Unidade Agreste Meridional do Sebrae: (87) 3221.3333

Comments

comments

Continue Lendo

Blog Associado

Blog Associado

FEIRÃO TOP VEÍCULOS 10 ANOS

FEIRÃO TOP VEÍCULOS 10 ANOS

MAIS INFORMAÇÕES CLIK NA IMAGEM!

MAIS INFORMAÇÕES CLIK NA IMAGEM!

PARCEIROS

PARCEIROS

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Arquivos

Leia Também

Copyright © 2019 Jrardim do Agreste