Connect with us
http://jardimdoagreste.com.br/wp-content/uploads/2018/07/728x140.png

Notícias

Mais um homicídio foi registrado em Serra Talhada

Publicado há

em

O município de Serra Talhada, no Sertão de Pernambuco, registrou o 17º homicídio do ano, o crime aconteceu na noite desta sexta-feira (31), no bairro IPSEP.

A vítima José Raimundo da Silva, de 33 anos, trafegava em uma motocicleta, quando foi alvejado por dois disparos de arma de fogo, ele perdeu o controle da moto, caiu e morreu no local.

O caso já está sendo investigado pela polícia que ainda não tem a autoria e motivação do crime, o corpo foi encaminhado para o Instituto de Medicina Legal.

Agreste Violento

Comments

comments

Gostou Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

História

11 de agosto: aniversário de Chris Hemsworth Confira alguns momentos marcantes deste dia!

Publicado há

em

Por

11 de agosto é o 218.º dia do ano no calendário gregoriano (219.º em anos bissextos).  Neste dia nasceu a atriz Viola Davis, Tatá Werneck e Úrsula Corberó, o ator Chris Hemsworth, e o piloto Lucas Di Grassi.

Foi no dia 11 de agosto de 2014, aos 63 anos, que faleceu o ator e comediante Robin Williams.  Venceu o Oscar de melhor ator coadjuvante por sua performance no filme Good Will Hunting, de 1997, e também conquistou dois Prêmios Emmy do Primetime, seis Globos de Ouro, dois prêmios do Screen Actors Guild e cinco Grammys. A causa de sua morte foi suicídio.

O dia também ficou marcado quando em 1980 é iniciada a construção do Aeroporto Internacional de São Paulo/Guarulhos.

Nascimentos: artes

1965 – Viola Davis, atriz estadunidense. (Foto)

1970 – Daniella Perez, atriz brasileira (m. 1992).

1983 – Chris Hemsworth, ator australiano.

1983 – Tatá Werneck, atriz e comediante brasileira.

1987 – Jonatas Faro, ator brasileiro.

1989 – Úrsula Corberó, atriz espanhola.

Nascimentos: personalidades e figuras importantes

1961 — Frederick Sturckow, astronauta estadunidense.

1984 – Lucas Di Grassi, piloto brasileiro. (Foto)

Mortes:

2014 — Robin Williams, ator estadunidense (n. 1951). (Foto)

Acontecimentos históricos:

1980 — Iniciada a construção do Aeroporto Internacional de São Paulo/Guarulhos.

2003 — A OTAN assume o comando da força de manutenção da paz no Afeganistão, marcando sua primeira grande operação fora da Europa em seus 54 anos de história.

2017 — Pelo menos 41 pessoas morrem e outras 179 ficam feridas depois que dois trens de passageiros colidem em Alexandria, no Egito.

Feriados e eventos:

Dia do Advogado

Dia do Pindura

Dia do Estudante

Dia do Garçom

Dia da Pintura

Dia da Consciência Nacional

Dia da Televisão

Fonte: Wikipedia

Comments

comments

Gostou Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Continue Lendo

Notícias

Comunidade e Microcrédito

Publicado há

em

Por

Foto: Ricardo Labastier
Em artigo publicado na edição desta semana da revista Cartal Capital, a deputada federal Marília Arraes falou sobre a importância do fortalecimento da economia dentro das comunidades com o incentivo ao pequeno comerciante através de políticas públicas como a oferta de microcrédito. Marília destaca que o incentivo ao comércio de bairro, à economia popular, também é uma poderosa ferramenta de combate às desigualdades. Abaixo segue a íntegra do artigo.
Comunidade e Microcrédito
Por Marília Arraes, deputada federal
Comunidade é uma palavra que pode assumir vários significados, mesmo que expresse no seu sentido amplo a imagem da unidade, da coletividade. Cultura, religião, organização social e econômica, predileções esportivas, tudo pode ser usado para definir comunidades. Mas quero falar um pouco sobre os espaços urbanos em que as pessoas, tão diferentes entre si, vivem e se organizam, dessas comunidades onde a vida real acontece, com suas oportunidades e desafios.
A pandemia do coronavírus intensificou a ideia de que as cidades precisam investir cada vez mais em iniciativas que tornem as comunidades sustentáveis, que permitam às pessoas que nelas moram ter opções de emprego e renda, de educação, saúde, acesso à cultura, ao lazer e a outros direitos básicos.
A pandemia também escancarou a distância que estamos dessa comunidade idealizada e provedora do bem-estar. A desigualdade social, a ausência de políticas públicas estruturadoras, a falta de abastecimento de água, a baixa cobertura do saneamento e a precariedade habitacional tornaram as comunidades terra fértil para a propagação do vírus.
Uma pesquisa do Instituto Cidades Sustentáveis (ICS) feita em 26 capitais e divulgada em junho mostrou que Belém, no Pará, e Recife, em Pernambuco, são as cidades com o maior índice de desigualdade social no Brasil. Nas duas cidades, o estudo baseado no índice de Gini, mostra que 1% da população concentra mais da metade da riqueza.
É claro que do lado oposto só poderemos ter os efeitos perversos que uma concentração de renda tão brutal promove sobre o tecido social: onde há mais desigualdade, há mais mortes pela COVID-19.
Um estudo do Departamento de Ciências Geográficas da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), coordenado pelo geógrafo Jan Bitoun, concluiu que a letalidade por COVID-19 nos bairros com mais problemas estruturais do Recife chegou a ser duas vezes maior em comparação àqueles mais ricos. E mais: onde há população com renda mais alta, há mais diagnósticos por Covid-19, mas o número de óbitos é menor. Nos bairros mais pobres, embora haja menos diagnósticos, há maior número de vítimas fatais.
Esses dados reforçam que os projetos das comunidades “do futuro” precisam ser pensados com a urgência que a pandemia nos trouxe. Como o comércio nesses lugares vai poder se reerguer após os pequenos empreendedores serem forçados a baixar as portas? Como o salão de beleza, a dona da lanchonete vão poder retomar, sem capital, a vitalidade de seus negócios?
É aí que políticas públicas comprometidas com o combate às desigualdades devem se fazer presentes de forma definitiva. Programas de microcrédito, que fomentam a economia popular, são instrumentos usados e aprovados em muitos países, com experiências também bem-sucedidas, embora mais pontuais, no Brasil.
Impossível não falar em microcrédito sem citar o exemplo de Bangladesh e do economista e banqueiro Muhammad Yunus, que em 2000 recebeu o Prêmio Nobel da Paz pelo primeiro banco especializado no mundo em crédito para os mais pobres. Se nos anos 1970, quando o projeto de Yunus foi lançado, o percentual de população em situação de pobreza em Bangladesh era de 71%, no final da última década este número havia caído para 23%.
Outro dado que não posso deixar de citar, e que torna a experiência de Bangladesh transformadora, é o fato de 97% dos beneficiários do banco serem mulheres.
No Brasil, há um longo caminho a percorrer para se chegar a esse nível de excelência, ao qual podemos chamar de “Cidadania Financeira”. Não é preciso ser economista para saber que um impulsionador vital da nossa economia, que gera emprego e renda para milhões de brasileiros, é o pequeno negócio. Mas, infelizmente, é o pequeno comerciante quem mais padece e quem mais recebe respostas negativas na hora de tentar algum recurso para ampliar ou, nos tempos atuais, tentar salvar o seu pequeno estabelecimento.
Dados do SEBRAE de 2019 mostram que dos 6,4 milhões de empresas no Brasil, 99% são pequenos negócios, divididos entre microempresas e microempreendedores individuais, que representam 30% do PIB brasileiro. Neste mesmo ano, os pequenos negócios foram responsáveis pela geração de mais de 731 mil vagas no País, um aumento de 22% em relação a 2018.
Infelizmente, não é esse universo de trabalhadores que está sendo beneficiado pelo Governo Bolsonaro, mas sim as grandes instituições financeiras que logo no início da pandemia do coronavírus foram agraciadas com R$ 1,2 trilhão com a liberação dos compulsórios. Aos pequenos comerciantes, formais ou informais, restam o crédito repetidamente negado, o negócio paralisado, o prejuízo assumido.
Não é desta forma que se combate desigualdades, não é dessa forma que se ajuda as comunidades. Precisamos mudar essa lógica.

Comments

comments

Gostou Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Continue Lendo

História

10 de agosto: Aniversário de 49 anos de Fábio Assunção Confira alguns momentos marcantes deste dia!

Publicado há

em

Por

10 de agosto é o 222.º dia do ano no calendário gregoriano (223.º em anos bissextos).

Neste dia nasceu Maria Júlia Coutinho, jornalista e apresentadora de televisão brasileira, Antonio Banderas, ator e produtor de cinema espanhol e Fábio Assunção, ator brasileiro.

Foi no dia 10 de agosto de 2018 que um Bombardier Q400 da Horizon Air caiu na ilha Ketron, Washington, depois de ter sido roubado por um mecânico. Os caças F-15 da Guarda Nacional do Oregon interceptaram o avião, mas o piloto deliberadamente caiu antes que eles pudessem derrubá-lo.

O dia também ficou marcado quando em 2019 pelo menos 75 pessoas morreram e mais de 50 ficaram feridas em uma explosão de caminhão-tanque em Morogoro, na Tanzânia.

Nascimentos: artes

1912 — Jorge Amado, escritor brasileiro (m. 2001).

1956 — Léo Gandelman, saxofonista e compositor brasileiro.

1959 — Rosanna Arquette, atriz estadunidense.

1960 — Antonio Banderas, ator e produtor de cinema espanhol.

1971 — Fábio Assunção, ator brasileiro.

1976 — Mariana Santos, atriz brasileira.

Nascimentos: personalidades e figuras importantes

1951 — Juan Manuel Santos, político, advogado e economista colombiano.

1963 — Andrew Sullivan, jornalista e escritor britânico.

1965 — Eduardo Campos, político brasileiro (m. 2014).

1972 — Cleibson Ferreira, treinador de futebol brasileiro.

1978 — Maria Júlia Coutinho, jornalista e apresentadora de televisão brasileira. (Foto)

1983 — Nikolai Hentsch, esquiador brasileiro.

Morte

2008 — Felisberto Duarte, humorista e apresentador de televisão brasileiro (n. 1938).

2009 — Andy Kessler, skatista grego (n. 1961).

2009 — Ede Király, patinador artístico húngaro (n. 1926).

2009 — Francisco Valdés, futebolista chileno (n. 1943).

2010 — Antonio Pettigrew, velocista estadunidense (n. 1967).

2010 — Dana Dawson, atriz e cantora estadunidense (n. 1974).

Acontecimentos históricos:

1995 — Atentado de Oklahoma City: Timothy McVeigh e Terry Nichols são indiciados pelo atentado. Michael Fortier se declara culpado em uma delação premiada por seu testemunho.

2001 — Ocorre o ataque a comboio de Angola, causando 252 mortes.

2003 — Onda de calor de 2003 na Europa: a temperatura mais alta já registrada no Reino Unido, 38,5°C em Kent, Inglaterra.

2014 — Quarenta pessoas morrem quando o voo Sepahan Airlines 5915 cai no Aeroporto Internacional de Mehrabad, em Teerã.

2018 — Um Bombardier Q400 da Horizon Air cai na ilha Ketron, Washington, depois de ter sido roubado por um mecânico. Os caças F-15 da Guarda Nacional do Oregon interceptaram o avião, mas o piloto deliberadamente caiu antes que eles pudessem derrubá-lo.

2019 — Pelo menos 75 pessoas morrem e mais de 50 ficam feridas em uma explosão de caminhão-tanque em Morogoro, na Tanzânia.

Fonte: Wikipédia

Comments

comments

Gostou Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Continue Lendo

Blog Associado

Blog Associado

ASSISTA AO VIVO O PROGRAMA:

Apresentação: Jota Lima

PARCEIROS

PARCEIROS

SISPUM-São-Bento-do-Una

SISPUM-São-Bento-do-Una

STR-São Bento do Una

STR-São Bento do Una

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Banner Blog

Banner Blog

Blogs Sites Parceiros

Blogs Sites Parceiros

Arquivos

Categorias

Leia Também