Compesa anuncia retomada do abastecimento da zona rural de Riacho das Almas

  • By Luiz Silva
  • 4 de maio de 2020
  • 0
  • 27 visualizações

A recuperação do volume da maior barragem do Agreste e terceira maior do Estado, o Sistema Jucazinho, localizado na cidade de Surubim, tem permitido a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) retomar o abastecimento de água em diversas localidades da região. Desta forma, a Compesa anuncia que Vila Trapiá, Couro Dantas, Vila Pinhões e Vila Rangel, na zona rural de Riacho das Almas, voltarão a receber água nas torneiras neste mês de maio. Os últimos ajustes operacionais estão sendo realizados para a retomada do abastecimento.

Os primeiros sinais de recuperação da barragem de Jucazinho foram dados no mês de março. Atualmente, o reservatório está com 31,98% da sua capacidade total de 204 milhões de metros cúbicos. “Desde 2019, a zona rural de Riacho das Almas teve o abastecimento suspenso devido ao colapso de Jucazinho e passou a receber água através de caminhões pipa. Com as recentes chuvas, atendendo orientação da presidente Manuela Marinho, agimos rapidamente para realizar os serviços necessários para retomada do abastecimento via rede de distribuição nessas quatro localidades e garantir que as pessoas tenham água nas torneiras, especialmente, durante esta pandemia que estamos atravessando”, pondera o gerente da Unidade de Negócios da Compesa, João Raphael de Queiroz.

A Compesa ainda estuda como ficará o regime de abastecimento, mas a expectativa é que as quatro comunidades sejam atendidas em um rodízio de 4 dias com x 11 dias sem, em média. Em março, a Companhia já havia anunciado mudanças para o abastecimento da zona urbana do município, saindo de um regime de distribuição de dois dias com água e 28 sem para quatro dias com água e três sem.

OUTRAS REDUÇÕES DE RODÍZIO – A Compesa lembra que o acúmulo de água em Jucazinho permitiu também um novo regime de abastecimento de cinco dias com água para 25 sem, nas cidades de Surubim, Casinhas, Salgadinho, Vertente do Lério, Santa Maria do Cambucá, Frei Miguelinho, Vertentes e Toritama. Estes municípios vinham sendo abastecidos de acordo com o calendário de dois dias com água para 28 sem, com a realidade de abastecimento em apenas 50% dos bairros em cidades como Casinhas, Vertentes e Frei Miguelinho. Estas cidades passam agora a ter todos os bairros contemplados com água. Passira passou a receber água em um esquema de quatro dias com água para três sem e Cumaru de três dias com água para quatro sem. Antes, o regime de distribuição também era de dois dias com água para 28 sem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Iniciar Conversa
Mande sua Denuncia
Faça sua Denuncia! Aqui