Coronel Meira derrota na justiça, Julian Lemos, o deputado Paraibano que traiu Bolsonaro

Coronel Meira derrota na justiça, Julian Lemos, o deputado Paraibano que traiu Bolsonaro

O Coronel Meira (PL), pré-candidato a Deputado Federal por Pernambuco, venceu na justiça, o deputado paraibano, Julian Lemos (UB), que o acusava de calúnia e difamação. O fato se deu depois de uma entrevista realizada na Rádio Pop 89.3 FM, de João Pessoa/PB, onde o Coronel Meira falou verdades sobre os ataques pessoais, desferidos por Julian, à família do presidente, em especial ao seu filho, Carlos Bolsonaro e da traição realizada pelo parlamentar junto ao Presidente da República.

“A justiça se faz presente, novamente, ao reconhecer que eu tenho dito verdades sobre essas pessoas que usaram a imagem do nosso Presidente Jair Bolsonaro (PL) para se eleger e depois o traíram. Vários são esses políticos que surfaram na onda Bolsonaro e depois lhe deram as costas. A exemplo do Luciano Bivar/PE (UB/PE), Joice Hasselman (PSDB/SP), Alexandre Frota (PSDB/SP), João Dória (PSDB/SP), Wilson Witzel (PSC/RJ), Kim Kataguiri (UB/SP), Sergio Moro (Podemos/PR) e o próprio Julian Lemos (UB/PB). Pessoas assim, não merecem se reeleger. São enganadores do eleitorado brasileiro e traidores da Pátria.”, afirmou Meira.

O Dr. Geraldo Emílio Porto, Juiz de Direito – 7ª Vara Criminal de João Pessoa/PB, observou em sua decisão que a simples atribuição de pechas desonrosas como “bandido”, “traidor”, ou mesmo, “roubou”, não descrevem fato criminoso, tampouco fato aviltante, que tenha o atributo de configurar os tipos penais previstos nos artigos 138 e 139, ambos do CP.

“Consultando os autos, observa-se, que a queixa não preencheu os requisitos legais do art.41 do CPP, uma vez que não descreve a conduta típica de calúnia e de difamação, imputada ao querelado, não se conseguindo, extrair da narrativa, os fatos que possam apontar a ocorrência das infrações penais. Em decorrência disso, vislumbra-se que a queixa deve ser rejeitada no que se refere ao crime de calúnia e de difamação, pois não oferece os elementos mínimos necessários para se deflagrar a persecução penal dos referidos delitos.” Concluiu o Juiz. 

O povo da Paraíba não é bobo e já identificou que o deputado Julian Lemos não é de confiança, enganou o Presidente Bolsonaro e seus eleitores, tenho certeza de que a resposta virá nas urnas, mas se preciso for, farei campanha contra ele na Paraíba, reforçou Coronel Meira.

Processo Número: 0809049-17.2021.8.15.2002

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.