Raquel Lyra questiona governo sobre promessas não cumpridas, destaca propostas para saúde, educação e segurança

Raquel Lyra questiona governo sobre promessas não cumpridas, destaca propostas para saúde, educação e segurança

“A que veio o governo Paulo Câmara e com que cara o candidato dele e ele mesmo vão andar pelas ruas de Pernambuco, por diversas cidades, para fazer novas promessas quando não cumpriu o que prometeu ?”, questionou a pré-candidata ao governo do estado, Raquel Lyra, durante entrevista nesta quarta,13, à CBN Recife. Raquel também defendeu mais ações e investimentos para segurança pública, a criação de cinco grandes maternidades em pontos estratégicos do estado e a implantação do maior programa de educação infantil em Pernambuco.

Para a pré-candidata, o estado deve liderar o processo da educação infantil. “O estado precisa enxergar a educação desde cedo porque as crianças aprendem a aprender na sua primeira infância, então nós vamos ter a maior rede de apoio à educação infantil que Pernambuco já viu”, assegurou.

A tucana falou sobre as ações que realizou durante sua gestão em Caruaru para reduzir a criminalidade. “Conseguimos tirar Caruaru das páginas policiais, reduzimos em mais de 50% os índices de CVLI´s. Caruaru hoje é referência em segurança para o Brasil, no patronato social, garantimos a empregabilidade para os egressos do sistema prisional”, relembrou. 

Raquel também explicou a intervenção realizada no Monte Bom Jesus, importante cartão postal de Caruaru. “Ninguém subia no Monte, nem os serviços públicos chegavam lá porque estava tomado pelo tráfico, então fizemos uma intervenção de reconstrução dos espaços públicos envolvendo a comunidade”, declarou. 

A presidente do PSDB Pernambuco também defendeu a eficientização dos gastos públicos. “Pernambuco é o estado que menos investe, perdendo em competitividade inclusive para estados menores economicamente, a exemplo da Paraíba e Maranhão. Temos a convicção que podemos fazer mais e melhor se a gente deixar de atender somente os interesses de se manter no poder, alimentando somente a máquina pública sem ela entregar o resultado na ponta”, finalizou Raquel Lyra.

Fotos: Tiago Calazans

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.