6° Fogueira de Xangô é realizada no São João do Reencontro

6° Fogueira de Xangô é realizada no São João do Reencontro

A Prefeitura de Caruaru, por meio das Secretarias de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos(SDSDH), Políticas para Mulheres (SPM) e Fundação de Cultura, juntamente com a Comissão de Trabalho dos Povos de Terreiros de Caruaru (CTPTC), realizou, na noite desta quarta-feira (22), a 6° Fogueira de Xangô. As apresentações aconteceram no Polo Azulão.

O evento tem cunho cultural e religioso com foco nas religiões de matrizes africanas.

“Venho todos os anos prestigiar essa apresentação cultural e acho muito importante esse espaço para eles na programação, já que eles são muito discriminados e aqui eles podem mostrar um pouco da religião africana”, afirmou a enfermeira, Janaína Iara.

No evento também houve a apresentação do estandarte oficial, onde a cada ano, um terreiro da cidade é o guardião e, em 2022, está sendo a vez do Ilê Axé Xangô Airá – Terreiro de Pai Marivaldo de Xangô e Mãe Nelha de Oxalá.

Um dos momentos mais esperados foi a queima da fogueira de Xangô. “A fogueira é muito importante pra gente mostrar a cultura, o axé e afastar o preconceito. Hoje podemos sair na rua com nossas roupas, antigamente isso não era possível, mas ainda há muito o que ser conquistado”, expressou um dos homenageados, Doté Rogério de Iemanjá.

Este ano os homenageados foram, Mãe Dalva de Iemanjá e Doté Rogério de Iemanjá, que foram escolhidos através do voto popular pela internet.

“Pra mim é uma honra ser homenageada, estar no meio desse povo, enaltecendo a cultura de matrizes africanas, é maravilhoso”, afirmou Mãe Dalva de Iemanjá.

Os shows ficaram por conta dos Ogans no Couro Orum – Coletivo de Ogans, dos diversos terreiros da cidade e que estão desde a primeira edição contribuindo com o evento. E pra finalizar a Banda Jurema Preta e a cantora Chris Mendes, abrilhantaram a noite no Palco Azulão.

Fotos: Felipe Correia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.