Aproveitar o doce sabor da Páscoa para empreender é uma boa pedida

Genecy Mergulhao
Genecy Mergulhao
Aproveitar o doce sabor da Páscoa para empreender é uma boa pedida

Com organização e disciplina, donos de pequenos negócios podem faturar alto nesta época do ano

A Páscoa é um período cheio de oportunidades para quem quer empreender ou já tem um pequeno negócio, sobretudo no setor de alimentos. É nessa época que os tradicionais ovos, doces e chocolates em geral roubam a cena, assim como outros elementos que remetem a uma das festas mais açucaradas do ano. Mas para se dar bem nas vendas de Páscoa, é preciso planejamento e uma gestão eficiente, evitando perdas e investindo na qualidade e divulgação do produto oferecido.

É uma época do ano em que o setor de confeitaria se destaca. É importante salientar que os empreendimentos que terão mais sucesso nesse período são os que começaram a se preparar logo após as festas de final de ano. Nesse sentido, planejamento é fundamental para entender os produtos que serão trabalhados, para qual nicho de mercado, o que será entregue para o seu público e por qual canal de comunicação isso será feito”, destaca Filipe Sampaio, analista do Sebrae/PE.

Para os pequenos e médios negócios que trabalham com chocolates, a Páscoa é a data comemorativa que mais traz possibilidade de aumento do faturamento. É também uma boa oportunidade para fidelizar clientes. No entanto, para que isso aconteça é preciso investir com segurança e manter o caixa equilibrado para obter lucro. “O principal é ter o controle da sua produção, construir fichas técnicas, porcionar e condicionar os insumos corretamente. Com isso bem construído, o empresário pode precificar seu produto de uma forma muito mais segura, trabalhando os custos fixos, da mercadoria e com delivery, as horas de trabalho, entre outros”, explica Felipe.

Conhecer normas técnicas de manipulação de alimentos também é fundamental. Isso ajuda a preservar a saúde do consumidor, evitar sanções e perdas financeiras por parte do empreendedor. Em regra geral, sobremesas que envolvam laticínios precisam estar refrigeradas na temperatura adequada. Outro fator que faz toda a diferença é mirar nos detalhes na hora da apresentação do produto. Utilizar laços, adesivos, caixinhas diferentes e com formatos variados pode ser uma boa estratégia. Um ovo de Páscoa perfeito é quase certeza de retorno do cliente.

Por ser um mercado bastante concorrido neste período, é preciso empenho para se destacar e não entregar mais do mesmo. “Agregar personalidade faz toda a diferença. Um caminho é oferecer um cardápio variado, com opções de ovos e doces veganos, zero açúcar e os feitos com whey protein”, destaca o analista.

Mãe de uma criança com transtorno do espectro autista, que precisa de uma alimentação mais regrada, a empresária Luciana Glainer criou, junto com a sua sócia, a Cafetto, uma doceria que produz bolos sem leite e sem glúten. O carro-chefe deste período são os ovos de chocolate com casca de brownie. “Essa é a nossa segunda Páscoa. A primeira foi um sucesso e estamos empolgadas para esse ano. O diferencial é o cuidado e o carinho que empregamos nos nossos produtos, como se estivéssemos cozinhando para os nossos filhos. Nossos clientes percebem isso não só quando comem, mas também na embalagem, que sempre vai com um bilhete escrito à mão. O afeto é a alma do negócio”, destaca Luciana.

Quer ficar por dentro de mais notícias sobre empreendedorismo e descobrir histórias inspiradoras? Então siga a gente no x.com/sebraepe e acompanhe a Agência Sebrae de Notícias (pe.agenciasebrae.com.br).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anuncie Aqui

Banner (1080 x 1080 px)

Anuncie Aqui

Banner (1080 x 1080 px)
Útimas Notícias
Categorias