Corpo de motorista de aplicativo que desapareceu no Recife é encontrado na BR-101

Luiz Silva
Luiz Silva

José Ivanildo de Souza, de 64 anos, estava desaparecido desde a noite de terça-feira (29), quando saiu de casa para trabalhar.

O corpo do motorista de aplicativo José Ivanildo Alves de Souza, de 64 anos, foi encontrado na tarde desta quinta-feira (30). Ele estava desaparecido desde a noite de terça (28), quando saiu da casa onde morava, no bairro de Água Fria, na Zona Norte do Recife, para trabalhar.

A informação foi confirmada ao g1 pela Polícia Civil. Segundo a corporação, a vítima foi achada às margens da BR-101, no município do Cabo de Santo Agostinho, na Região Metropolitana.

O caso está sendo investigado pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) como latrocínio, que é roubo seguido de morte. A polícia disse ainda que o inquérito vai seguir “até o esclarecimento dos fatos”.

Motorista desapareceu há dois dias. Em entrevista na quarta-feira (29), um dos filhos de José Ivanildo, Lucas Costa, contou que, horas após a família se dar conta do desaparecimento, o carro e alguns pertences, incluindo o celular, que estava “partido ao meio”, foram encontrados no bairro da Cohab, na Zona Sul da cidade.

Além disso, segundo o parente, durante as buscas, notificações de possíveis operações financeiras feitas em nome da vítima foram enviadas ao e-mail de José Ivanildo, que também recebeu o relato de um passageiro que teria visto duas pessoas dentro do carro.

De acordo com Lucas, o motorista, que morava com a esposa no bairro de Água Fria, saiu de casa por volta das 19h30, como fazia rotineiramente. Segundo o familiar, por volta das 5h, a esposa de Ivanildo ligou para o irmão de Lucas, que vive no mesmo bairro, e o neto dela conseguiu acessar o e-mail do avô, rastreando o celular.

A localização do aparelho indicada pelo GPS ficava numa rua na comunidade de Lagoa Encantada, na Cohab, a cerca de 20 quilômetros do bairro de Água Fria.

Lucas contou ainda que a família seguiu até o endereço e encontrou o carro do pai estacionado antes do destino final apontado pelo GPS, acionando a Polícia Militar.

Os policiais teriam continuado o caminho indicado pelo sistema de localização, encontrando, numa área cercada por lixo a cerca de 500 metros de onde o veículo estava, o celular do motorista, que estaria “partido ao meio”. Junto do aparelho, segundo o filho do motorista, foram achadas uma garrafa térmica e uma garrafa de álcool, que José Ivanildo usava durante as corridas.


Segundo Lucas Costa, o e-mail de José Ivanildo recebeu algumas mensagens durante a madrugada. Entre elas, havia uma notificação do aplicativo, enviada às 3h40 da quarta (29), com o trecho do relato de um passageiro, que afirma ter visto duas pessoas dentro do carro depois que solicitou uma corrida.

Além disso, foram recebidas notificações do banco indicando possíveis transações financeiras realizadas em nome de José Ivanildo.

De acordo com Lucas, a polícia conseguiu o acesso ao histórico de viagens do motorista e identificou que a última corrida feita por ele terminou por volta das 22h40 da terça (28), a poucos metros do local onde o carro foi encontrado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anuncie Aqui

Banner (1080 x 1080 px)

Anuncie Aqui

Banner (1080 x 1080 px)
Útimas Notícias
Categorias

[GRÁTIS] 10 FORMAS DE GANHAR R$ 1.000 EM 7 DIAS

Baixe nosso ebook gratuitamente e comece a trilhar o caminho rumo ao seu sucesso financeiro!