Mulheres vítimas de violência podem buscar apoio no Governo Municipal

Genecy Mergulhao
Genecy Mergulhao
Mulheres vítimas de violência podem buscar apoio no Governo Municipal

Grupos reflexivos abertos à sociedade, rodas de conversa, palestras, colaboração com escolas, parceria com a PM, dentre outras ações é de competência da pasta que luta contra esses tipos de violência

A Prefeitura de Belo Jardim reforça o seu compromisso com o acompanhamento das mulheres vítimas de violência. Diante das diversas formas de violência enfrentadas por elas, essa luta tem sido constante em todo o país. Mesmo respaldadas por leis, todos os dias mulheres são vítimas de violência, por essa razão, como um órgão que tem o dever de proteger a população, a Secretaria de Políticas Públicas para a Mulher busca destacar a importância dos esforços para combater e prevenir. 

Ao abordar essas formas de violência, trabalhamos ativamente na prevenção, sensibilização e empoderamento das mulheres, buscando criar uma comunidade mais segura e justa para todas. É enfatizada a importância de quebrar o silêncio e oferecer suporte a quem enfrenta qualquer tipo de violência”, disse a secretária da pasta, Amanda Farias. A Secretaria de Políticas Públicas para a Mulher desempenha papel fundamental, realizando serviços como visitas mensais em parceria com a PM para assegurar o cumprimento das medidas protetivas. 

Após um período de acompanhamento às mulheres concluem seus atendimentos psicológicos, com foco na recuperação da autoestima e quebra do ciclo de violência. Também existem os grupos reflexivos abertos à sociedade que não só abordam a violência doméstica, mas também temas relacionados à saúde mental. Atividades externas, como rodas de conversa, palestras e colaboração com escolas, contribuem para difundir a compreensão da Lei Maria da Penha, sensibilizando sobre os diversos tipos de violência contra a mulher, indo além da violência física.

Conheça alguns tipos de violência:

Violência Psicológica: Podem caracterizar violência psicológica atos de humilhação, desvalorização moral ou deboche público, assim como atitudes que abalam a autoestima da vítima e podem desencadear diversos tipos de doenças, tais como depressão, distúrbios de cunho nervoso, transtornos psicológicos, entre outras.

Violência Sexual: Qualquer ato sexual ou tentativa de obtenção de ato sexual por violência ou coerção, ataques, comentários ou investidas sexuais indesejadas, atividades como o tráfico humano ou diretamente contra a sexualidade de uma pessoa, independentemente da relação com a vítima.

Violência Patrimonial: Define a violência patrimonial como qualquer conduta que subtraia ou destrua bens, instrumentos de trabalho, documentos pessoais ou recursos econômicos da vítima.

Violência Moral: Entende-se por violência moral qualquer conduta que importe em calúnia, quando o agressor ou agressora afirma falsamente que aquela praticou crime que ela não cometeu; difamação; quando o agressor atribui à mulher fatos que maculem a sua reputação, ou injúria, ofende a dignidade da mulher.

É de extrema importância que a sociedade conheça os canais de denúncia e onde buscar ajuda nos casos de violência doméstica e familiar. A Secretaria da Mulher, juntamente com o Centro Especializado de Atendimento à Mulher (CEAM), está de portas abertas para qualquer dúvida e acolhimento necessário à mulher em situação de risco“, finalizou a secretária.

Em caso de denúncia Belo Jardim dispõe do Centro Especializado de Atendimento à Mulher – Secretaria de Políticas Públicas para a Mulher pelo contato (81) 99433-9337; Delegacia Belo Jardim (81) 3726-8925 ; Central 15º Batalhão Belo Jardim (81) 9.9488- 7585 Whatssap.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anuncie Aqui

Banner (1080 x 1080 px)

Anuncie Aqui

Banner (1080 x 1080 px)
Útimas Notícias
Categorias

[GRÁTIS] 10 FORMAS DE GANHAR R$ 1.000 EM 7 DIAS

Baixe nosso ebook gratuitamente e comece a trilhar o caminho rumo ao seu sucesso financeiro!