“Polícia Federal e receita federal apreendem cocaína e haxixe no aeroporto internacional dos Guararapes.”

Genecy Mergulhao
Genecy Mergulhao
“Polícia Federal e receita federal apreendem cocaína e haxixe no aeroporto internacional dos Guararapes.”

CASO:

A Polícia Federal, prendeu em flagrante, no dia 11/03/2024, por volta das 12h, no Aeroporto Internacional dos Guararapes/Gilberto Freyre, duas mulheres sendo a primeira (garota de programa) de 21 anos, natural de Rolim de Moura/RO e residente em Pontes e Lacerda/MT-(possui antecedentes criminais – já foi presa por uso de documento falso quando visitou seu ex-companheiro, preso por tráfico de drogas num presídio de Cuiabá MT) e a segunda (microempresária) de 21 anos, natural de Poconé/MT e residente em Várzea Grande/MT-(não possui antecedentes criminais). As prisões aconteceram durante os trabalhos de fiscalização de rotina destinados a reprimir o tráfico internacional e doméstico de entorpecentes bem como outros tipos de crimes praticados no Aeroporto Internacional dos Guararapes – Gilberto Freyre. 

Os policiais federais lograram êxito em identificar após uma entrevista prévia com as duas passageiras 04 (quatro) tabletes de cocaína fixados em suas duas coxas (1 tablete em cada coxa, totalizando 4 invólucros) num voo partindo de Cuiabá/MT para Recife/PE que totalizou um peso bruto de aproximadamente 4Kg (quatro quilos) de cocaína

Terminada a abordagem policial e tendo sido encontrada a droga, as presas receberam voz de prisão em flagrante e foram conduzidas para a Sede da Polícia Federal objetivando realizar os procedimentos de Polícia Judiciária, onde acabaram sendo autuadas pela prática do crime contido no artigo 33 c/c artigo 40, item V da Lei nº 11.343/2006 (tráfico interestadual de drogas) e caso sejam condenadas poderão pegar penas que variam de 5 a 15 anos de reclusão. Além da droga também foram apreendidos três aparelhos celulares.

CASO:

A Receita Federal, prendeu em flagrante, no dia 19/03/2024, por volta das 22h, no Aeroporto Internacional dos Guararapes/Gilberto Freyre, uma mulher (garota de programa) de 27 anos, natural de Guaíra/PR e residente em Brasília/DF-(não possui antecedentes criminais). A prisão aconteceu durante os trabalhos de fiscalização aduaneira de rotina através do Sistema de Análise de Risco da Receita Federal destinados a reprimir o tráfico internacional e doméstico de entorpecentes bem como outros tipos de crimes praticados no Aeroporto Internacional dos Guararapes – Gilberto Freyre. 

Os fiscais da Receita Federal  lograram êxito em identificar após uma entrevista prévia e exposição ao aparelho de raios x da mala-bagagem da passageira vários invólucros de haxixe (supermaconha) num voo que vinha de Lisboa-Portugal com destino a Recife/PE que totalizou um peso bruto de aproximadamente 6Kg (seis quilos) de haxixe

Terminada a abordagem e tendo sido encontrada a droga, a presa recebeu voz de prisão em flagrante e foi conduzida para a Sede da Polícia Federal objetivando realizar os procedimentos de Polícia Judiciária, onde acabou sendo autuada pela prática do crime contido no artigo 33 c/c artigo 40, item I da Lei nº 11.343/2006 (tráfico internacional de drogas) e caso seja condenada poderá pegar penas que variam de 5 a 20 anos de reclusão. Além da droga também foi apreendido um aparelho celular.

Todas as presas já passaram por audiência de custódia onde foi confirmada suas respectivas prisões preventivas e foram encaminhadas para a Colônia Penal Feminina do Bom Pastor – onde ficarão à disposição das Justiças Estadual e Federal

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anuncie Aqui

Banner (1080 x 1080 px)

Anuncie Aqui

Banner (1080 x 1080 px)
Útimas Notícias
Categorias