Sebrae investe em capacitações para apoiar a participação de empreendedores em editais e licitações públicas

Genecy Mergulhao
Genecy Mergulhao
Sebrae investe em capacitações para apoiar a participação de empreendedores em editais e licitações públicas

A Unidade Regional Agreste Meridional do Sebrae/PE, sediada em Garanhuns, está desenvolvendo várias ações, em parceria com as prefeituras da região, para que micro e pequenos negócios possam participar de concorrências púbicas. De acordo com Ana Paula Santos, analista do Sebrae/PE, as ações já alcançaram mais de 50% dos municípios da região.

Entre os municípios já beneficiados pelas iniciativas do Sebrae/PE estão: Águas Belas, Angelim, Buíque, Brejão, Canhotinho, Garanhuns, Lajedo, Manari, São João, São Bento do Una, Tupanatinga, Iati, Itaíba e Venturosa. “Essas cidades foram contempladas com ações de Educação Empreendedora e outras iniciativas de fortalecimento do ambiente de negócio”, detalha Ana Paula Santos. Também foram realizadas consultorias em compras governamentais e palestras.

“O objetivo é tanto orientar os empreendedores como atualizar o plano de compras dos municípios, termo de referência e editais que permitam o aumento da qualidade do gasto público. Além da orientação direcionada a empresários e produtores rurais de como fornecer para órgãos públicos”, destaca a analista do Sebrae/PE. Um dos objetivos das ações é diminuir a burocracia e, consequentemente, diminuir o tempo de abertura dos negócios a serem instalados nos municípios.

O trabalho já começa a dar os primeiros resultados, beneficiando produtores rurais da região. “Através do Programa Sebrae no Campo, realizado nas comunidades Malhada Branca, Bom Nome e Mundo Novo, foram beneficiados 22 agricultores e agricultoras do Programa de Aquisição Alimentos da Agricultura Familiar (PAA), um contrato no valor de R$ 100 milhões”, diz Aldy Régis da Silva, secretário de Abastecimento e Agricultura de Buíque.

EMPREGABILIDADE NO SETOR

No decorrer de 2023, o setor de pequenos negócios em Pernambuco registrou um desempenho positivo na geração de empregos. De janeiro a outubro, as micro e pequenas empresas foram responsáveis por uma parcela de 79% do total de empregos formais criados no estado, conforme dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Novo Caged). Essa marca expressiva representa um destaque significativo, colocando Pernambuco à frente da média nacional. Enquanto o Novo Caged aponta que a média nacional foi de 71%, o estado superou essa estatística.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anuncie Aqui

Banner (1080 x 1080 px)

Anuncie Aqui

Banner (1080 x 1080 px)
Útimas Notícias
Categorias

[GRÁTIS] 10 FORMAS DE GANHAR R$ 1.000 EM 7 DIAS

Baixe nosso ebook gratuitamente e comece a trilhar o caminho rumo ao seu sucesso financeiro!