Tropa do Balacobaco inicia andanças pelos sertões para coletar histórias e lendas do interior pernambucano

Genecy Mergulhao
Genecy Mergulhao
Tropa do Balacobaco inicia andanças pelos sertões para coletar histórias e lendas do interior pernambucano

Tacaratu, no Sertão de Itaparica, é a primeira etapa do projeto “A Lenda na Cena – Sertões de Pernambuco”. Grupo vai vivenciar a rotina da comunidade indígena Pankararu, na Aldeia Agreste, de 19 a 21 de abril  

 A Tropa do Balacobaco vai começar, nesta sexta-feira (19/04), suas andanças pelos sertões pernambucanos, a fim de ouvir as histórias presentes no imaginário popular. A cidade de Tacaratu, no Sertão de Itaparica, é a primeira parada de “A Lenda na Cena – Sertões de Pernambuco”, projeto aprovado no Programa Funarte de apoio a ações Continuadas 2023 – Grupos e Coletivos Artísticos, que pretende realizar uma vasta pesquisa de campo, que resultará no desenvolvimento de textos dramatúrgicos.

O grupo vai se estabelecer na comunidade indígena Pankararu, na Aldeia Agreste. Na localidade, os integrantes da Tropa farão uma imersão no cotidiano dos moradores guiada por Bia Pankararu. No sábado (20), às 17h, realizam um cortejo cultural e apresentam uma contação de histórias, que promete encantar a plateia. Em seguida, será iniciada a escuta, na qual as pessoas vão partilhar as histórias que fazem parte de suas memórias. No domingo (21), o grupo retorna a Arcoverde.

“A ideia de vivenciar a rotina da comunidade é para que possamos conhecer a fundo a rotina de quem vive no local e, assim, podermos entender de onde surgem tais lendas. Será um trabalho de interação, em que vamos apresentar a nossa proposta e, a partir dos relatos que colhermos, transformá-los em textos dramatúrgicos, que têm a missão de preservar, valorizar e perpetuar as histórias e personagens de nossa gente”, explica Ney Mendes, coordenador geral do projeto.

Depois de Tacaratu, a Tropa segue para Petrolina, Sertão do São Francisco (de 26 a 28 de abril); Triunfo, Sertão do Pajeú (de 3 a 5 de maio); Salgueiro, no Sertão Central (de 10 a 12 de maio); Ibimirim, Sertão do Moxotó (dia 18 de maio); e Bodocó, no Sertão do Araripe (de 31 de maio a 2 de junho).

A equipe do projeto “A Lenda na Cena – Sertões de Pernambuco” é formada por Ney Mendes (coordenação geral e texto dramatúrgico), Jéssica Mendes (produtora geral), Everson Melo (produção executiva), Danielly Lima e Lindryelle Vanessa (atrizes/pesquisadoras) Roosevelt Neto (ator/pesquisador), Yan Vinícius (ator/pesquisador e direção da contação de histórias), Iale Carvalho (atriz), Renata Cordeiro (música), Juliano Jason (músico), Juliana Aguiar (assessoria pedagógica), Paulo Almeida (direção da leitura dramatizada), Thiago Campos (designer gráfico e videomaker), Kaian Alves (fotógrafo) e Jéssika Betânia (assessora de comunicação nas cidades).

A Tropa do Balacobaco – Entre várias extensões artísticas, é um grupo de teatro de pesquisa, cuja origem está vinculada às tradições populares. Nascida em 2007, a Tropa trilha sua pesquisa teatral na busca por uma linguagem autoral, desenvolvendo trabalhos que entoam os contos e cantares dos nossos ancestrais, por acreditar que, ao recontar as histórias desse Brasil diverso, contribui para o reavivamento do pensamento crítico e autônomo sobre “Quem somos” e ainda sobre “Quem queremos ser”. O grupo traz um vasto currículo de apresentações somadas ao longo de sua trajetória. Tem sede na cidade de Arcoverde, Sertão Pernambucano, e faz parte do quadro de ocupantes da Estação da Cultura, organização que desenvolve um trabalho de resistência artístico-cultural, composta por diversos grupos e seguimentos artísticos da cidade, desde 2001. Em 2013, a Tropa sublinha como público-alvo de sua abordagem cênica as crianças e jovens. Desde então, vem direcionando suas pesquisas e montagens nesse sentido.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anuncie Aqui

Banner (1080 x 1080 px)

Anuncie Aqui

Banner (1080 x 1080 px)
Útimas Notícias
Categorias